Nossa família vai aumentar?


Dia #300. O que você faria?

🔸Dia #300. O que você faria?
.
🔸Eu e o Cris já discutimos muitas vezes sobre o fato de ter ou não um cachorro na Kombi. O Cris quer muito, e apesar de eu AMAR cães e outros bichos, tento ser realista.
.
🔸Eu já tive e cuidei até o fim da minha cachorrinha, a Winnie. Mas ter um cão não implica em dar água, ração, e carinho. Tem as vacinas, banhos, remédios, fora as corridas para o veterinário quando uma cadela do mal pega a sua cachorrinha pela cabeça, ou quando ela tem hemorragia em plena madrugada.
.
🔸Acreditem, eu adoraria ter uma outra companhia canina, mas o espaço interno da nossa Beatriz é muito reduzido. Se ela não puder nos acompanhar em algum lugar, ela vai ficar dentro da Kombi? E o calor com as portas fechadas?
.
🔸Mas agora tem uma cachorrinha que está lutando tanto pra ficar com a gente, que talvez a gente tenha que levá-la conosco.
.
🔸Na verdade duas cadelinhas de rua nos adotaram. Andam com a gente pra onde for, e sempre estão por perto, inclusive nos defendem de pessoas com energia ruim.
.
🔸Uma delas é a Creia. A xodó da cidade, recebe cuidados de toda a comunidade. A outra, parece que foi abandonada aqui em Grão Mogol há pouco tempo. Poucos a viram ou a notaram. Não sabemos o seu nome e a sua história. Mas ela está bem magrinha, e com sarna.
.
🔸Elas estavam sempre por perto, até que fui internada. Mas passado uns dias sem nos ver, a outra cachorrinha que chamamos de Pequena, nos achou no hospital, bem afastado de onde ela nos encontrava.
.
🔸 Saí do hospital e rodamos pela cidade pra almoçar, ir à farmácia, etc. Perdemos ela de vista. No dia seguinte ela nos acha em outro ponto da cidade, e ao encontrar a Beatriz, ela chega choramingando como quem ficou chateado por deixá-la pra trás.
.
🔸 Depois disso ela segue a Beatriz pra não ficar pra trás. Como não se comover com tanto esforço para não nos perder?
.
🔸Mas não sabemos mesmo o que fazer… E você?… O que você faria?


Anúncios